Advogado Família Curitiba 

 Rua Lysimaco Ferreira da Costa, 761 | Centro Cívico - CEP 80.530-100 | Curitiba | Paraná |  Telefone (41) 3254-5608 

As dívidas alimentares podem ser cobradas através do ajuizamento de Execução de Alimentos, observado que conforme o Art. 197 do Código Civil "Não corre a prescrição: II - entre ascendentes e descendentes, durante o poder familiar";

Assim, poderá ser cobrados os valores não pagos  até dois anos após a maioridade, nos termos do que dispõe o artigo 1.630 combinado com o caput do artigo 5º, ambos do Código Civil, conforme transcrição abaixo:

Art. 1.630. Os filhos estão sujeitos ao poder familiar, enquanto menores. Art. 5º A menoridade cessa aos dezoito anos completos, quando a pessoa fica habilitada à prática de todos os atos da vida civil.

Até os 18 (dezoito) anos o exequente está submetido ao poder familiar, exercido por seus pais, não correndo entre eles qualquer prazo prescricional.

 Considerando  a  atual  sistemática  adotada  pelo  Código  de  Processo  Civil no  que  tange  à  execução  de  alimentos,  admite-se  a  tramitação concomitante  (nos  mesmos  autos)  de  execução  através  da  coerção  pessoal (prisão)  e  patrimonial  (penhora),  conforme  determina  o  art.  528,  §8º,  do CPC. No entanto, que, nos termos do artigo 528, § 7º, do CPC,"o débito  alimentar  que  autoriza  a  prisão  civil  do  alimentante  é  o  que compreende  até  as  3  (três)  prestações  anteriores  ao  ajuizamento  da ação.